O treinamento funcional já estava ganhando muito espaço entre as pessoas que buscavam uma alternativa para fazer o fortalecimento dos músculos, porém, a partir do momento em que foi decretado o isolamento social e, como consequência, o fechamento de muitas academias (inclusive, da Cia Athletica), o treino funcional para iniciantes se tornou uma ótima opção para todas as pessoas que querem se manter ativas durante esse período.

Além disso, essa atividade física também está “atraindo os holofotes” por ser capaz de proporcionar resultados rapidamente.

Confira, no texto abaixo, tudo que você precisa sobre os exercícios funcionais para iniciantes!

Como montar um treino funcional para iniciantes?

É importante ter em mente que os primeiros exercícios funcionais para iniciantes devem ser baseados completamente na avaliação física do praticante, portanto, é essencial passar por uma avaliação médica antes de iniciar os treinamentos, além de também ter um profissional como acompanhante, sendo responsável por aumentar e diminuir o nível de dificuldade dos exercícios.

Geralmente, as primeiras atividades possuem como foco identificar e corrigir erros de movimentos e desvios posturais e musculares. Elas devem ter ênfase no trabalho de:

1- Estabilidade;

2- Capacidade cardiorrespiratória.

Portanto, os primeiros exercícios para começar a progredir no treino funcional devem ser:

1- Agachamentos

De pé, fique com as pernas afastadas alinhadas à largura dos ombros e os braços esticados para frente. Em seguida, faça o movimento do o agachamento flexionando os joelhos, lembrando-se de jogar e empurrar o quadril para baixo e o bumbum para trás. Dessa forma, mantenha o peso do corpo no calcanhar. Faça 15 repetições.

2- Polichinelos

Em pé, mantenha as pernas próximas uma das outras e os braços alinhados ao lado do corpo com a palma da mão virada para dentro. Com os pés alinhados aos ombros, flexione levemente os joelhos e pule abrindo as pernas para a lateral. Simultaneamente, leve os braços estendidos para cima da cabeça tocando uma mão na outra. Retorne à posição inicial abaixando os braços para a lateral do corpo ao mesmo tempo em que você flexiona levemente os joelhos para pular novamente fechando as pernas. Faça o exercício durante um minuto.

3- Panturrilha

Em uma superfície um pouco mais elevada que o chão, apoie apenas a parte dos dedos dos pés nesta superfície. Com o corpo reto, faça movimentos de subida e descida com os pés ao mesmo tempo. Ao elevar os pés, fique na posição por dois segundos e retorne à posição inicial. Faça 20 repetições. 

4- Flexão de braços

Deitado de bruços no chão, elevar o seu corpo para cima mantendo a cabeça e o tronco alinhados deixando somente as mãos e os pés apoiados no chão. Flexione os cotovelos para fora fazendo a flexão. Fique por dois segundos e retorne à posição inicial. Faça 20 repetições. 

5- Prancha

De joelhos, estenda os braços para frente, deixando os antebraços apoiados paralelamente no chão. Em seguida, estenda as duas pernas atrás fazendo com que só os seus pés e os antebraços estejam apoiados no chão. Mantenha a cabeça, o tronco e os glúteos alinhados. Sinta que o peso do seu corpo deve estar concentrado apenas nas pontas dos pés. Fique na posição por 15 a 30 segundos.

Afinal, o que é treinamento funcional para iniciantes?

O treino funcional (ou treinamento funcional) é um método de trabalho físico que é caracterizado por ser muito mais dinâmico do que os treinos convencionais, sendo conhecido também por mesclar diferentes capacidades físicas em cada exercício funcional para iniciantes.

 É uma atividade um pouco diferente da musculação que, por exemplo, depende muito de equipamentos específicos para ser praticada, já que propõe a utilização de todos os músculos de forma integrada e dos movimentos naturais do corpo para melhorar atributos como força, resistência, equilíbrio, capacidade cardiorrespiratória e, inclusive, a agilidade de quem a pratica.

Para que serve o treino funcional para iniciantes? Confira os benefícios!

Ao contrário dos exercícios localizados (como a ginástica localizada, por exemplo), os circuitos funcionais solicitam o trabalho de diversos músculos ao mesmo tempo, trabalhando a força muscular de, praticamente, o corpo inteiro, o que proporciona resultados em um tempo muito mais curto.

 As sequências de seus exercícios funcionais incluem movimentos lentos, com o objetivo de promover a conscientização dessas atividades e movimentos mais rápidos, onde é treinado o reflexo do corpo.

 Confira os principais benefícios do treino funcional para iniciantes:

 1- Fortalecimento muscular;

2- Melhora da postura;

3- Ameniza dores nas costas;

4- Trabalha o equilíbrio e a coordenação motora;

5- Trabalha a flexibilidade.

O treino funcional para iniciantes emagrece?

Muitas pessoas pensam que fazer um treino funcional para iniciantes só é bom para quem deseja fortalecer o corpo, porém, não sabem que essa atividade também possui uma excelente contribuição para o emagrecimento, já que possui alguns exercícios de cunho aeróbico. Através deles, é possível gastar cerca de 800 calorias por aula, dependendo, é claro, das características físicas do indivíduo.

 O recomendado para que se atinja o emagrecimento de forma rápida é que o treino funcional seja praticado por, pelo menos, três vezes na semana.

Todas as pessoas podem fazer o treino funcional?

Se você está se perguntando isso tendo em mente idade ou sexo, saiba que isso não é um problema, já que homens e mulheres de todas as idades podem praticar essa atividade. Porém, há duas restrições, já que os exercícios funcionais são mais recomendados para pessoas que não possuem problemas de saúde e que já estão familiarizados com a prática de exercícios físicos, uma vez que a sua complexidade e intensidade pode acarretar em lesões para os despreparados.

 Portanto, antes de começar a fazer esses exercícios, procure um especialista médico e faça uma avaliação completa do seu físico antes de iniciar essa atividade!

Você sabe o que significa treino HIIT? A sigla quer dizer H igh Intensity Interval Training ou Treino Intervalado de Alta Intensidade, na tradução para a língua portuguesa). O treino é composto por exercícios aeróbicos e de resistência , realizado em intervalos curtos, com velocidade e b astante intensos, alternados com períodos de descanso para maximizar o desempenho e resultados. É um treinamento de 10 a 30 minutos, que promov e mais força e resistência muscular. Além disso, também é um dos mais indicados para perda de peso. A explicação para que uma aula de HIIT derreta a gordura é porque as sessões repetidas com esforço máximo aumentam o metabolismo e promovem mais condicionamento aeróbio e anaeróbio. Os exercícios cardiorrespirató rios são muito eficientes para a queima de gordura, mas a intensidade dos exercícios HIIT vão p rovocar um aumento no nível de oxidação da gordura, além do consumo excessivo de oxigênio após o exercício, que acontece porque o corpo fica, de certa forma, privado de oxigênio durante a prática. Pesquisas já demonstraram que esses exercícios realizados com alta intensidade queimam 25% a 30% mais calorias do que outras práticas com intensidades ma is baixas. Isso porque o aumento do metabolismo promovido pelo exercício continua acontecendo durante horas após a prática. Por exemplo, 2 minutos de corrida praticada no ritmo HIIT promovem aceleração do metabolismo por 24 horas. Entenda esses benefícios dos exercícios de alta intensidade para o seu organismo: ● Treino HIIT regula o apetite A intensidade do treino de HIIT promove uma diminuição do hormônio regulador do apetite, chamado grelina. Além disso, o treino estimula um aumento temporário do açúcar e o nível de lactato no sangue, que também ajudam na redução do apetite. ● Aumenta a absorção de oxigênio O exercício HIIT aumenta a quantidade de oxigênio que o corpo pode absorver em minuto. Essa taxa afeta a capacidade física do desempenho atlético. Quand o a taxa de absorção é mais alta, o organismo ganha mais resistência nos exercícios aeróbicos. ● Regula os níveis de glicose no sangue Além do benefício inquestionável do emagrecimento, o HIIT também pode ser uma ótima prática fitness para quem é diabético, porque eleva a sensibilidade à insulina e o metabolismo da glicose. Com isso, esse exercício físico vai ajudar a manter a glicose em níveis saudáveis.

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Por favor, digite seu nome