Artigos Mais Recentes

Jump emagrece? Essa é uma pergunta importante para quem quer começar esse treino porque uma das principais metas fitness é perder peso. Veja nesse post que emagrecer está na lista dos benefícios do jump. Entenda aqui por que esse treino é importante para esse objetivo. Como usar o jump para emagrecer? Para quem não sabe, jump significa pular, então, os treinos dessa prática fitness vão consistir exatamente nessa ação. Esse exercício aeróbico é de alta intensidade e vai permitir uma grande queima calórica em uma aula que consiste em pular sobre um mini trampolim. Durante um treino de jump para emagrecer, os alunos vão realizar saltos em movimentos diversificados e com intensidades alternadas, que incluem também aquecimento e relaxamento. As aulas são em grupo, contam com trilha musical e são bastante animadas por instrutores para estimular os movimentos dos alunos. No Jump para emagrecer, muitas vezes, são praticadas corridas no mesmo lugar e até algumas coreografias. As aulas costumam ter até 60 minutos, mas existem opções de 30 e 45 minutos. Além de ser bastante divertido, esse treino traz também vantagens como: - Aumento da capacidade cardiorrespiratória; - Ganho de resistência; - Fortalecimento dos ossos; - Garante mais energia para o dia; - Fortalece músculos inferiores; - Melhoria da capacidade pulmonar; - Melhora a coordenação motora; - Melhora o retorno venoso; - Relaxamento da musculatura; - Redução do estresse. Por que fazer jump emagrece? Os movimentos bastante intensos e rápidos de uma aula de jump emagrece porque estimulam uma contração de músculos do abdômen, quadríceps e glúteos, que vai comprimir os vasos linfáticos. Essa compressão vai resultar na eliminação de gorduras e toxinas. Dependendo da intensidade que o aluno faz os exercícios, em uma aula podem ser gastas 600 calorias ou mais. Aumento da frequência cardíaca Mas não se engane, apesar de ser bastante divertido, pular acelera muito o ritmo cardíaco e promove um grande gasto de energia. Quando realiza exercícios de alta intensidade como o jump, o corpo busca uma necessidade de equilíbrio após os exercícios e continua promovendo uma queima calórica. Os exercícios no jump emagrecem porque os professores irão montar treinos que promovem picos altos e baixos de frequência cardíaca, o que vai contribuir para a queima calórica mesmo após o fim da aula. Nos níveis de treinamento do jump, uma pessoa pode atingir até 180 batimentos cardíacos, o que é normal para alguém na faixa de 20 anos. Porém, é preciso ficar de olho para não superar os limites do próprio corpo. Jump emagrece barriga Além disso, o jump permite redução do abdômen porque certos exercícios, como aqueles que exigem mais força dos membros inferiores, ajudam na redução do inchaço e gordura localizada nesta região do corpo. O exercício de jump emagrece também o abdômen porque a força exigida para se manter equilibrado no trampolim vai trabalhar essa região. Jump combate celulite Outra vantagem dos exercícios para emagrecer com jump é que também ajudam na redução da celulite, porque os movimentos ativam o sistema linfático e as aulas funcionam como uma drenagem natural. O que emagrece mais jump ou musculação? Quando o objetivo do praticante é emagrecer, é interessante combinar exercícios aeróbicos, como o jump; com os anaeróbicos, como a musculação. Durante a pausa dos exercícios de musculação, o grupo muscular trabalhado começa a ser reconstruído e nesse processo há queima calórica. Os exercícios anaeróbicos costumam ter alta intensidade e curta duração. Com a combinação dos aeróbicos e os anaeróbicos, a resistência cardiorrespiratória será muito beneficiada, além de ocorrer uma grande aceleração do metabolismo. Outra vantagem de combinar os treinos é que a musculação também potencializa a tonificação e definição dos músculos já trabalhados no jump, ou seja, pernas, abdômen e glúteos tendem a ficar durinhos. Jump emagrece em quanto tempo? Jump emagrece quantos quilos por semana? Em quanto tempo dá para notar resultados? Essas são perguntas comuns entre as pessoas que querem investir nesse treinamento. Porém, não há uma resposta única, a perda de peso será diferente para cada pessoa, porque depende de vários fatores, como tempo de treino e, inclusive, investir em uma alimentação balanceada. Mas depoimentos de pessoas que emagreceram fazendo jump demonstram que em cerca de 1 mês já é possível ver resultados. Outra pergunta comum é “Quantas vezes por semana devo fazer jump para emagrecer”. Combinando dieta e outros treinos como musculação, o ideal é praticar jump de 2 a 3 vezes na semana se o objetivo é perder peso. Fique atento a alguns cuidados necessários Pelos movimentos intensos e rápidos, a aula de jump pode ser contraindicado para algumas pessoas, como: - Grávidas; - Pessoas que têm lesões crônicas e com inflamações nas articulações, seja joelho, tornozelo, ou coluna; - Cardiopatas; - Quem tem labirintite; Por isso, antes de iniciar esse treino, o mais aconselhável é buscar uma autorização médica. Outro ponto importante é ficar bastante atento às instruções do professor, ganhar familiaridade com o minitrampolim antes de praticar os exercícios, fazer os exercícios no seu próprio ritmo e usar tênis adequado, de solado liso.

Jump emagrece: entenda como isso acontece

Jump emagrece? Essa é uma pergunta importante para quem quer começar esse treino porque uma das principais metas fitness é perder peso. Veja nesse post que emagrecer está na lista dos benefícios do jump. Entenda...
A hidroginástica para gestantes traz inúmeros benefícios para a mulher e pode ser a forma de continuar mantendo uma atividade física saudável nos meses de gestação. Entenda neste post, tudo o que os exercícios de hidroginástica para gestantes podem promover para o corpo. Por que praticar hidroginástica na gravidez? Continuar mantendo uma prática física é muito importante na gravidez porque melhora a saúde da gestante em vários aspectos: - Ajuda a reduzir dores nas costas, que são típicas nesse período; - Fortalece coração e vasos sanguíneos; - Reduz risco de desenvolvimento de diabetes gestacional - Promover mais relaxamento muscular por meio da ação massageadora da água. Muitas grávidas sofrem com fadiga e dores crônicas e sabem da importância de praticar exercícios para aliviar esses desconfortos, mas podem surgir muitas dúvidas na hora de escolher uma modalidade, por exemplo: “Será que hidroginastica emagrece?” ou “O que é melhor hidroginástica ou pilates para gestante?” Ambas as práticas são indicadas e farão bem à grávida, mas vamos entender melhor as características da hidroginástica. Essa é uma atividade aeróbica realizada dentro da piscina, que sempre foi indicada para a terceira idade, obesos ou lesionados, mas com o tempo caiu no gosto de pessoas de outras faixas etárias e até necessidades especiais. Para as grávidas, a hidroginástica ganha muitos pontos porque é uma atividade com baixo impacto, que vai reduzir muito o risco de lesões nas articulações durante as práticas dos exercícios e promove sensação de redução do peso do corpo pelo efeito da água. Além disso, a água também vai promover uma melhor sustentação do peso da barriga durante os exercícios, aliviar a pressão na coluna vertebral e na pelve. Segundo os médicos, o período mais indicado para começar a treinar é a partir do terceiro mês de gestação. Hidroginástica para gestantes: benefícios Artigos científicos apontam que a hidroginástica para gestantes tem ação positiva efetiva na gestação, como possibilitar uma menor alteração na frequência cardíaca fetal durante os exercícios. Outro benefício da hidroginástica para gestante é reduzir a necessidade de alívio na hora do parto, segundo estudos publicados na revista Reproductive Health. Mas os benefícios da hidroginástica na gestação não param por aí, conheça alguns: - Tonifica e fortalece a musculatura, inclusive o assoalho pélvico; - Melhora a flexibilidade do corpo; - Permite a redução de tensão nas costas devido ao peso da barriga; - Melhora a capacidade respiratória por ser um exercício aeróbico; - Aumenta aptidão física, sem elevar a temperatura do corpo de forma excessiva; - Ajuda a controlar o peso na gravidez; - Acalma músculos doloridos de várias partes do corpo; - Promove relaxamento; - Reduz inchaço nas pernas, tornozelos e pés porque melhora a circulação sanguínea; - Reduzem estresse; - Ajuda a dormir melhor; - Preparar a musculatura para o trabalho de parto; - Ajuda na recuperação no pós-parto. Outro benefício importante da prática é melhorar o humor das praticantes, porque o exercício físico deflagra a atuação do hormônio do bem-estar no corpo. Cuidados para as grávidas ao fazer hidroginástica A aula de hidroginástica para gestante, assim como outros exercícios fora da água, deve seguir os mesmos cuidados. Mesmo se exercitando dentro da água, a grávida não pode esquecer da hidratação. Além disso, é preciso ficar bastante atenta para não exceder os próprios limites durante a aula, ainda que a atividade seja de baixo impacto. Se a grávida sentir tontura, indisposição, náuseas, sangramento, falta de ar ou perceber sinais de superaquecimento no corpo deve parar de fazer os exercícios e informar o instrutor, porque poderá estar sofrendo uma alteração na pressão arterial. Grávidas com alguns problemas de saúde não podem praticar a hidroginástica, como aquelas que têm histórico de parto prematuro ou abortos espontâneos, problemas no colo uterino, placenta prévia, quadros de pré-eclâmpsia, cardiopatas e aquelas que sofrem com problemas pulmonares. Por isso, ainda que seja de baixo impacto, como cada gestação tem suas características, é importante que a grávida peça uma autorização médica para praticar essa atividade física. Exercícios de hidroginástica: gestante precisa ficar atenta Os exercícios de hidroginástica são mais leves do que outras práticas aeróbicas. São muitas atividades de flutuação, caminhadas em volta da piscina ou corridas no mesmo lugar, e outros treinos para trabalhar braços, pernas e costas, praticados com o corpo totalmente dentro da piscina. No entanto, alguns exercícios são pouco indicados para as grávidas, como os saltos, que exigem que parte da barriga fique para fora da água, porque na volta à posição normal, as grávidas poderão se descuidar e sofrer alguma lesão na articulações, ainda que sintam que o próprio peso está reduzido pela ação da água. Conclusão Entendeu os benefícios que a hidroginástica para gestante pode trazer a esse momento tão especial da sua vida? Então, agende uma aula experimental com a gente, aí é só colocar a sua roupa para hidroginástica para gestante (toca, maiô, ou biquíni) e vir usufruir de todas essas vantagens.

Hidroginástica para gestante: conheça os benefícios

A hidroginástica para gestantes traz inúmeros benefícios para a mulher e pode ser a forma de continuar mantendo uma atividade física saudável nos meses de gestação. Entenda neste post, tudo o que os exercícios de...
Quando uma pessoa quer emagrecer, os exercícios para perder barriga estão entre as prioridades do treino. Mas, além disso, quem já treina e está em forma, também não quer ficar com um grande volume abdominal, então, essa é a hora de entrar em cena os exercícios para afinar a cintura e diminuir a barriga. Nesse post, vamos conhecer algumas maneiras de atingir esse objetivo. Quais são os melhores exercícios físicos para perder barriga? Muitas vezes, a mulher busca exercícios para perder a barriga depois do parto ou até para ficar mais elegante independentemente de ocasião, mas reduzir o volume abdominal não deve ser só uma aspiração estética para mulheres ou homens, na verdade, é fundamental também para a saúde. A gordura depositada na região abdominal é muito perigosa, porque dificulta o funcionamento de vários órgãos e pode levar a doenças fatais, como as cardiovasculares. Muitas pesquisas também relacionam o volume da barriga com outras enfermidades como diabetes e até câncer. Então, investir em exercícios para perder a barriga e o culote pode ser chamado de um investimento em saúde. As abdominais tradicionais são ótimas para tonificar e definir a musculatura da barriga, porém, para perder a barriga existem outras variedades de práticas. Há diversos tipos de treinos que têm a finalidade de perder medidas na região abdominal: exercícios com bola de pilates para perder a barriga, exercícios de yoga para perder a barriga e até exercícios para perder a parte de baixo da barriga com a técnica LPF, que é aquela que estimula a barriga negativa. Mas não se iluda, essa história de buscar exercícios leves para perder a barriga pode ser um mito, construir um tanquinho não é uma tarefa tão simples, exige regularidade nos treinos e também mais disciplina alimentar. Então lembre-se que exercícios e dieta para perder a barriga caminham juntos. Que exercícios devo fazer para perder a barriga? Pra começar, exercícios aeróbicos para perder a barriga rápido são eficientes, como caminhar, correr, dançar, pedalar e nadar. Além desses exercícios para perder a barriga, o treino cardio, que são aqueles treinamentos de alta intensidade que ativam o sistema cardiorrespiratório, são ideais também para perder a gordura abdominal, como corrida, bike indoor e HIIT (High-Intensity Interval Training). Todos esses estarão entre os exercícios para emagrecer e perder medidas abdominais rápido. Mas vamos a outros exercícios para perder barriga passo a passo: Agachamento com salto Esse exercício é bastante explosivo e faz o coração bater aceleradamente. Fique em pé e os pés na largura dos ombros, vá afastando o quadril para trás, enquanto vai abaixando o corpo, como se fosse sentar em uma cadeira. Ao voltar da posição do agachamento para ficar em pé dê um salto. Prancha frontal Esse exercício trabalha diversos músculos, além de promover uma grande queima calórica. Deite-se de bruços, apoie os seus antebraços no chão na linha dos ombros, para ficar com a barriga mais distante do piso. As pernas devem estar bem estendidas, alinhadas com os ombros, enquanto o abdome está bem contraído e as costas bem eretas. Ideal é manter a postura por 30 segundos, descansar e repetir de 3 a 5 vezes. Alpinista Esse exercício vai trabalhar o core e vários outros músculos do corpo. Funciona quase como uma prancha, a diferença é o movimento durante toda a prática. Para fazer, é preciso ficar inicialmente na posição da prancha frontal, só que ao invés de colocar antebraços no chão, serão os punhos que vão ser apoiados de forma bem firme, alinhados aos ombros e os pés bem esticados atrás. Enquanto fica nessa posição bem inclinada, a pessoa precisa fazer movimento de alternar os joelhos em direção ao peito durante 20 segundos, como se estivesse correndo. Quando voltar à posição em pé, dê um salto. Abdominais hipopressivas Esses exercícios que a Cia oferece no treino Low Pressure Fitness são aqueles que estimulam o efeito da barriga negativa. Esses exercícios para perder a barriga, inclusive, abaixo do umbigo, que é uma região muito difícil de reduzir medidas, são realizados a partir de uma técnica que envolve a realização de posturas isométricas, associadas a um ritmo respiratório específico e ritmado, com sucção do abdômen em apneia. Balanço de Kettlebell Entre os exercícios de academia para perder a barriga, este prevê uma grande queima calórica, devido à explosão do movimento, que proporciona uma aceleração do ritmo cardíaco. Além dos músculos abdominais, com grande fortalecimento do core (núcleo), vai envolver também os quadris, quadriláteros e glúteos. Segure o kettlebell com as duas mãos, fique em pé, com os pés afastados na largura dos quadris, que deverão estar um pouco flexionados. Flexione os joelhos, contraia os glúteos e, com os braços bem estendidos, jogue o kettlebell para trás, entre as pernas. Quando voltar deverá estar totalmente em pé, os braços totalmente estendidos e a bola deverá atingir a altura do seu peito e volte para o movimento com os joelhos flexionados e com o peso sendo jogado para trás. O movimento é ritmado e contínuo, como um balanço mesmo. Exercícios com a bola medicinal para perder barriga Esses exercícios com a bola de pilates para perder barriga são realizados com uma bola com peso e são muito eficientes para perda de medidas: ● O primeiro exercício com bola é o agachamento simples, só que segurando a bola firmemente; ● Outro ótimo exercício é aquele em que a pessoa começa em pé, com os pés afastados na largura dos ombros e segurando a bola com as duas mãos e de frente para uma parede. Realize o agachamento e na volta, ao ficar em pé, estique os braços e jogue a bola com força na parede mais acima de sua cabeça. Quando ela voltar, realize novamente o agachamento; ● O terceiro exercício começa da mesma maneira que o segundo, mas na sequência, eleve a bola acima da cabeça e vá fazendo o movimento do agachamento enquanto joga a bola com maior força possível no chão. Então, faça a posição de prancha, só que apoiando as mãos na bola. É preciso ficar com o corpo inclinado, costas bem eretas e abdômen contraído. Volte lentamente à posição inicial. ● Outro excelente exercício com bola prevê o trabalho dos músculos isquiotibiais, oblíquos, bíceps, quadríceps, bíceps e ombros. O exercício começa com o praticante em pé e com os pés afastados na largura dos ombros, ficando de lado para uma parede. Com o corpo ainda de lado, jogue a bola fortemente na parede primeiro do seu lado direito, depois reveze e faça com o lado esquerdo. Conclusão Então, quer boa forma? Exercícios aeróbicos e de força para perder medidas no abdômen vão proporcionar a silhueta perfeita e, de quebra, uma melhor saúde. Invista! Conheça nossos treinos para redesenhar o seu abdômen.

Exercícios para perder barriga: conheça os mais poderosos

Quando uma pessoa quer emagrecer, os exercícios para perder barriga estão entre as prioridades do treino. Mas, além disso, quem já treina e está em forma, também não quer ficar com um grande volume abdominal,...
De acordo com estimativas divulgadas pelo Ministério da Saúde, o número de idosos vem crescendo significativamente nos últimos anos e, em 2025, o Brasil será o 6º país com o maior número de pessoas na terceira idade em todo o mundo. Isso, apesar de muitos indivíduos pensarem que não, é uma coisa boa, afinal, significa que a qualidade de vida para os idosos está melhorando, tendo o aumento na prática de atividades físicas, como o treinamento funcional para idosos, como fator significante para isso. Leia o texto abaixo e entenda os benefícios do treino funcional para terceira idade! Antes de tudo, no que consiste o treinamento funcional para idosos? O treinamento funcional nada mais é do que um “mix” de exercícios físicos para idosos, envolvendo movimentos básicos e que ajudam a trabalhar alguns aspectos muito importantes para diminuir as dificuldades das pessoas em idades mais avançadas durante o seu dia a dia, como a flexibilidade, o equilíbrio, a força muscular e a resistência física. Algo que incomoda muitas pessoas quando o assunto é treinamento funcional é o fato dos exercícios funcionais serem conhecidos pela sua alta intensidade e dificuldade, produzindo uma “falsa sensação” de que a modalidade não poderia ser realizada por idosos. Porém, é importante que todos os exercícios do treinamento funcional idosos sejam adaptados para trabalhar de acordo com as suas limitações físicas e com as recomendações médicas, não produzindo nenhum efeito prejudicial nesses indivíduos. Por que é importante os idosos procurarem por treinamento funcional? Não é novidade para ninguém que, ao longo da vida, o corpo vai sofrendo uma série de mudanças nos sistemas imunológico, muscular, esquelético e sensorial. E também é muito comum que essas mudanças causem alterações no equilíbrio, além das limitações físicas e outras fragilidades, que podem acabar sendo um risco para a vida dos idosos, aumentando a chance de acidentes e diminuindo a sua autonomia. Esse processo é extremamente natural. Porém, existem vários estudos realizados por profissionais da saúde do mundo inteiro que indicam que é possível recuperar parte dessas limitações do corpo através da prática de exercícios para idosos que trabalham a força muscular e a resistência cardiovascular, como é o caso dos exercícios funcionais para idosos. Além disso, o sedentarismo é um fator que acelera ainda mais o processo de limitação das funções do corpo. Portanto, entenda que o treinamento funcional para terceira idade é um excelente aliado para essa faixa etária. Mas, quais são, de fato, os benefícios do treinamento funcional para idosos? O treinamento funcional, ao contrário do que muitas pessoas pensam, é uma modalidade completa para quem quer tirar o máximo de proveito das atividades físicas, já que proporcionam inúmeros benefícios para quem os pratica, não se limitando à idade do indivíduo. Porém, no caso dos idosos, esses exercícios, como dito anteriormente, por trabalharem com movimentos básicos e em partes importantes do corpo, ajudam a melhorar algumas habilidades nesses indivíduos. Confira: 1- Melhora da flexibilidade Todas as pessoas precisam de flexibilidade em seu corpo para viver tranquilamente, porém, ao envelhecer, a grande maioria acaba perdendo essa habilidade e, devido a isso, aumentando o risco de sofrer com doenças, como a artrite, e acidentes. Pensando nisso, um dos benefícios do treinamento funcional para idosos é o fato de que os seus exercícios ajudam a recuperar um pouco dessa habilidade e evitar problemas desenvolvidos por ela. 2- Melhora do equilíbrio O treinamento funcional para idosos também é muito importante para melhorar o equilíbrio perdido nessa faixa etária, diminuindo o risco de acidentes e proporcionando maior autonomia para o indivíduo. 3- Cria resistência física A falta de resistência física já é algo que afeta muitos jovens sedentários, mas em idosos, as suas consequências são ainda maiores, já que fica muito mais fácil que algum osso se quebre ou que algo grave aconteça em casos de acidentes. Assim, a prática dos exercícios do treino funcional para idosos é muito importante, já que promove uma melhora considerável nessa condição! 4- Aumenta a força muscular Ao praticar treinamento funcional para idosos, é possível recuperar um pouco da força muscular que os indivíduos possuíam quando eram mais novos, melhorando a sua autoestima e a qualidade de vida. 5- Promove a socialização Por fim, o último dos benefícios da prática desse tipo de treinamento é a promoção da socialização, que é algo que a maioria dos idosos acaba perdendo quando vão envelhecendo e perdem a vontade de sair de casa. Que tal começar a praticar treinamento funcional para idosos o quanto antes?

Conheça as vantagens do treinamento funcional para idosos

De acordo com estimativas divulgadas pelo Ministério da Saúde, o número de idosos vem crescendo significativamente nos últimos anos e, em 2025, o Brasil será o 6º país com o maior número de pessoas...

Yoga para iniciantes: 10 posições que devem ser praticadas

A yoga para iniciantes vai trazer tantos benefícios quanto já promove para quem está em um estágio avançado. Por isso, se você quer entrar numa aula de yoga para iniciantes não tenha receio, logo no...

Saiba o que é fortalecimento muscular

Investir em treinos de fortalecimento muscular pode ser bem mais importante do que você pensa. Quer fazer fortalecimento muscular para corrida ou para ficar com músculos hipertrofiados? Veja aqui os benefícios de fortalecer os músculos...

Saiba por que aula de circo é uma excelente atividade para as crianças

A aula de circo pode ser a alternativa ideal para crianças que não se interessam por outras modalidades físicas tradicionais. Veja nesse post que essa modalidade fitness garante diversos benefícios à saúde infantil! Quais os benefícios...

Treino funcional para iniciantes: 5 exercícios para ver resultados o quanto antes!

O treinamento funcional já estava ganhando muito espaço entre as pessoas que buscavam uma alternativa para fazer o fortalecimento dos músculos, porém, a partir do momento em que foi decretado o isolamento social e,...

Treino hiit para derreter gordura

O treino HIIT vem sendo considerado há um bom tempo como uma das principais tendências fitness. Um dos motivos do seu sucesso é ser um dos treinos mais eficientes no combate à gordura. Entenda neste...
Defina seus objetivos O atleta iniciante precisa definir o que pretende ao realizar exercícios físicos. Quer apenas ganhar condicionamento? Quer emagrecer? Quer ganhar massa muscular e definir melhor a musculatura? Quer se divertir? Ao definir, será bem mais fácil escolher a atividade física que mais agradar ao iniciar e praticá-la com regularidade. Isso ajuda, por exemplo, a optar por um treino de corrida para iniciantes para emagrecer ou uma musculação para ganhar hipertrofia. Comece devagar e trace um plano Ninguém começa já no mesmo ritmo de um atleta de alto desempenho, não importa se são treinos funcionais para iniciantes ou treino de barra fixa para iniciantes. Por isso, um treino de academia para iniciantes também deve ter metas realistas, com um plano de regularidade para o praticante. Uma dica é começar mais devagar, com etapas mais fáceis. Peça orientações Quem está começando precisa de muita orientação para realizar os treinos para evitar lesões. Por exemplo, se o novo atleta pensou em um treino de corrida para iniciantes é preciso aprender como correr corretamente, saber qual o melhor tênis, quantas vezes e por quanto tempo treinar. Além disso, alguns treinos podem exigir exercícios associados, por exemplo, quem quer participar de um treino de futsal para iniciantes precisa entender também que deve fazer exercícios para fortalecimento da musculatura. Faça alongamentos Atletas de todos os níveis devem alongar-se antes e depois de cada exercício. Para iniciar é para aquecer os músculos, e ao finalizar, é para desfazer a tensão muscular gerada com os exercícios. Tempo de treino Uma dica do American College of Sports Medicine é que todas as pessoas façam pelo menos 150 minutos de treinos por semana. Esse tempo pode ser dividido em práticas diversificadas. De repente, o novo atleta quer fazer um treino de natação para iniciantes, mas também mesclar com exercícios aeróbicos como corrida e ciclismo ou até a prática de uma luta, como um treino de muay thai para iniciantes. Alimente-se adequadamente Quem está iniciando nas práticas fitness precisa saber que a alimentação é uma grande aliada dos resultados. Além disso, comer adequadamente dá suporte energético para a prática de exercícios e também, de acordo com os objetivos, também poderá ser uma excelente forma de ajudar o pós-treino. Em qualquer atividade escolhida, alimentos como proteínas, carboidratos e grãos são essenciais. Porém, para cada objetivo as quantidades vão variar. Então, vale também buscar ajuda nutricional. A Hidratação é essencial Em qualquer treino para iniciantes escolhido, o atleta deve estar bem hidratado antes, durante e depois do treino. Esse hábito é essencial. Quem não se hidrata direito e pratica atividades muito intensas pode colocar em risco até mesmo a saúde renal. Torne a atividade um hábito Importante é que o atleta iniciante entenda que a realização das atividades físicas precisa se tornar um hábito, só assim vai conseguir todos aqueles benefícios citados acima. Além disso, quando a prática física torna-se um hábito é mais fácil motivar-se para praticar os exercícios.

Treino para iniciantes: mais qualidade de vida e disposição

O treino para iniciantes, logo de início, vai apresentar os muitos benefícios da prática regular de exercícios na vida de uma pessoa. Veja nesse post tudo o que os exercícios para iniciantes podem fazer para...